21 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
1/10/19 às 12h32 - Atualizado em 1/10/19 às 13h30

Programa de proteção para mulher vítima de violência será implantado no Paranoá

A implantação do Programa Jornada Zero deverá ser realizada em três encontros

 

A Administração Regional do Paranoá participou hoje, 01, de uma reunião com a Secretária da Mulher, Ericka Filippelli, e vários equipamentos que cuidam das mulheres que sofrem violência, como o Pró-Vítima e Pró-Vida, com o objetivo de criar uma rede ampla de proteção às vitimas de violência doméstica.

Foi anunciado o Programa Jornada Zero Violências Contra Mulheres e Meninas que foi criado em parceria com o Fundo de Populações da ONU, que tem por objetivo a mobilização da sociedade e articulação de toda a Rede de Enfrentamento para o combate ao feminicídio e todas as formas de violência contra as mulheres e meninas.

O programa apresenta uma meta ousada quando se refere ao “Zero” justamente para reforçar que esse é um marco mobilizador que o Governo e toda a sociedade precisam perseguir já que estamos falando de mortes violentas de mulheres.

“Nossa intenção, por mais que seja difícil, é acabar com a violência contra todas as mulheres. Esse é meu sonho”, disse a Secretária da Mulher, Ericka Filippelli.

O Administrador Regional do Paranoá, Serginho Damaceno, entendendo a importância do assunto, colou a Administração à disposição para que o projeto seja implantado com eficiência. “Não podemos apenas reclamar, vamos nos unir e agir. Esse é um trabalho para salvar vidas”, ressaltou.

A expectativa é que o Paranoá seja a primeira cidade a receber o programa Jornada Zero. Serão três fases de implantação:

  1. Encontro e mobilização: Reunião com a comunidade local para apresentação do programa.
  2. Construção da jornada lúdica: Escolha das lideranças que farão visitas a cada um dos equipamentos de atendimento e acolhimento a mulher.
  3. Encontro e engajamento: Retorno a comunidade em que se apresenta o Jornada Zero.

O programa conta também com o apoio da Secretaria de Governo, Secretaria de Cidades, Casa Civil, Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria de Justiça.

Fotos:

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros